Contar ou não contar sobre a gravidez antes dos 3 meses?

Olá!

Assunto um pouco polêmico, que divide opiniões, mas acho que vale o post!
Deixo aqui a minha experiência, passei pelas duas situações e acho que posso palpitar!  hihihi...

Criei o meu Instagram em Outubro de 2013, e a minha ideia inicial era falar apenas de dieta voltada para as portadoras de Endometriose.  (Meu IG era @emagrecerparaengravidar)

No mês seguinte, ganhei a Liminar que obrigava o meu plano de saúde a pagar as minhas tentativas de Fertilização in vitro (FIV)!

Com isso, o foco foi o meu tratamento, que eu compartilhava dia a dia no meu Perfil do Instagram. E,
a cada dia, recebia novos seguidores , carinho, votos de sucesso e toda a atenção que naquele momento delicado me fizeram um bem incrível.  Obrigada a todas! Assim,   eu me sentia acalentada.

Como eu já disse, sempre mantive segredo sobre os nossos tratamentos, inclusive para a família.

Mas eu tinha os meus seguidores!  O meu perfil era anônimo, eu nunca mostrava o rosto, logo ninguém sabia quem era a "Faby".

Resumindo, muitas pessoas sabiam do meu tratamento, mas não sabiam quem eu era.

Logo confirmamos a gravidez e a felicidade tomou conta de mim e de meu marido!
Felicidade extrema, estado de graça!

Confirmamos com um teste de farmácia na manhã do dia 25/12, isso mesmo, no Natal!!!!

Neste dia eu receberia toda minha família para o almoço de Natal.  ÓTIMA oportunidade para divulgar a notícia, certo?   E assim foi!  O marido contou para todos reunidos na mesa do almoço!
Muita, mas muita emoção! Rezamos, todos juntos em agradecimento pela benção...

Na primeira semana de Janeiro eu já contei para todo mundo do trabalho!
Muitas pessoas sabiam da luta que eu travava contra a Endometriose e recebi muito carinho.

Na metade de Janeiro a suspeita de gravidez Heterotópica!!!  (Esse assunto merece um post!)
É um tipo de gravidez rara, em que um embrião implantou-se no útero e outro embrião implantou-se na trompa!
Fui afastada do trabalho e tinha que monitorar o meu corpo, não podia sentir nada de diferente que eu tinha que correr para o hospital.  A minha trompa poderia romper e a Mamãe aqui correria risco.

Quanta angustia!
Nunca senti um aperto no peito tão grande!
No último dia de Janeiro o diagnóstico se confirmou e recebemos a notícia de que o embrião da trompa havia parado de evoluir, o que era ótimo pois não precisaria retirar a trompa, mas o embrião que estava no útero também parou de evoluir.  Com oito semanas de gestação, só tínhamos o saco gestacional, não tínhamos nosso bebê.

No momento em que eu contei para todo mundo sobre a minha gravidez, eu jamais sonhei que tudo isso poderia acontecer!
Na minha ignorância, eu acreditava que não acontecia abortos em ciclos de fertilização. (Depois descobri que os números de abortos são grandes em FIV).

E agora?
Como contar pra todo mundo que não tinha mais bebê?
Que a minha felicidade absoluta havia se tornado uma tristeza profunda?

Me afastei por 30 dias do trabalho para aguardar o aborto acontecer naturalmente e para me recompor psicologicamente. Dureza!

A notícia correu por sí só no trabalho.
A minha ausência já causava estranheza e acho que as pessoas "deduziram" o que havia acontecido.

A família, que comemorou demais a notícia da gravidez, também ficou bem chateada.

Nessa fase, por mais que sabemos das vontades de Deus, ter que ouvir "Deus sabe de todas as coisas!" dói muito.   E foi impossível não questionar:  "Porquê Deus me deu se ia me tirar?"
Na hora é realmente muito difícil de entender.

Recebi muito, mas muito carinho dos meus seguidores...
Mas tive que lidar com uma situação, que é o tema desse Post, muitas pessoas me disseram:  "Tá vendo, vc não deveria ter contado para todo mundo!", "Deveria ter esperado os 3 meses", "O Padre tal, fala para não contar"....  e por aí segue....

Na volta do meu trabalho, o assunto "aborto" foi abolido!  hahaha....
Ninguém me perguntou nada, absolutamente nada!
Foi estranho!  Ao mesmo tempo que eu queria carinho, consolo.... também não queria falar sobre o assunto.
Então me fez bem!

Três meses se passaram e a Faby estava grávida novamente!
Novamente contei para os meus seguidores, mas dessa vez nada de contar no trabalho e nem para amigos.
Apenas irmãos e pais souberam.

Desde antes do Beta HCG eu já estava tendo sangramentos e novamente a gravidez não evoluiu.
Sofri calada, me reergui e esperei o aborto acontecer novamente.
Novamente recebi todo o carinho dos meus seguidores, mas dessa vez muito mais "críticas" por ter contado sobre a gravidez.
Tenho que confessar que me assustei um pouco!  Cheguei a receber mensagens por "Direct" no Instagram de pessoas muito bravas comigo!   Me perguntando quando eu aprenderia ou quantos bebês eu ainda perderia por contar antes dos três meses!!!
Sim gente, isso aconteceu!

OK OK OK!

Mais três meses e.... GRÁVIDA de novo!
Novamente iniciamos o tratamento no mais absoluto sigilo, mas no dia da transferência dos embriões para o meu útero, meu marido teve que viajar a trabalho e precisei da ajuda do meu irmão, para me levar e me acompanhar no procedimento.
Novamente, pais e irmãos e uma amiga-irmã minha souberam da gravidez!

Na semana seguinte o primeiro ultrassom e a confirmação de que eram GÊMEOS!!!!

Faby trabalhando normalmente, apenas um detalhe diferente....somente roupas largas faziam parte do meu "figurino"!  hahaha...
Gente!   Barriga de gêmeos aparece muito rápido!!!
Para "evitar" as perguntas, se eu estava grávida ou que eu tinha engordado, pedi 20 dias de férias!
Ufa!!!   
E na volta, a barriga já estava bem pontudinha!
De novo, roupinhas largas como look do dia!

Mas enfim, passaram os três meses!  
E só contei para todo mundo após fazer o exame de Translucência Nucal, aquele exame tenso do primeiro trimestre!
Bebezinhos bem e foi hora de gritar aos 4 cantos do mundo que eu estava grávida!  E de gêmeos!  E que era um casal!!!   
Wow!
Quanta informação!

Que ansiedade chegar nesse momento!
Foi bom demais!
Tenho que confessar que valeu a espera!
Valeu esperar os três meses para contar.
Explico porquê:
No meu caso, eu já tinha passado por dois abortos e quando se engravida novamente, com este cenário, as pessoas recebem a notícia com apreensão, acho que o primeiro pensamento deve ser:  "Será que dessa vez vai vingar?".  E isso me causaria um desconforto muito grande!
E a expectativa das pessoas também aumenta a ansiedade da gravidinha.   Realmente os três primeiros meses são mais críticos, então a calma da mamãe é fundamental.

Essa é a minha opinião!
No meu caso, apesar da minha vontade maluca de contar a super novidade para todo mundo, a melhor opção foi aguardar os 3 meses!

E com você?  Como foi?
Aguardou os 3 meses?  Contou antes?

Adoro saber os casos semelhantes!

Super beijo
Faby
@faby_mamaedegemeos




Share on Google Plus

Sobre Fabiana Cayres

Fabiana, 34 anos, especialista em Tecnologia da Informação. Portadora de endometriose e após quatro tentativas de Fertilização in vitro, tornou-se a mamãe dos gêmeos Mariana e Gabriel. Neste cantinho vou compartilhar com vocês a rotina maluca de uma mamãe de gêmeos que não tem ajuda para cuidar dos pequenos. Sou mamãe de primeira viagem e de gêmeos!

13 comentários :

  1. Oi Faby... estou adorando seu blog.
    Sou bem superticiosa e confesso que sempre falo p minhas amigas: não espalhe sua gravidez antes dos três meses!!!
    Tbm descobri a endometriose e talvez eu precise fazer fiv. Te peço encarecidamente que poste sua caminhada judicial p q eu saiba como fazer.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona!
      Acho que eu passei a ser superticiosa também! hahaha...
      Poxa, essa endometriose é malvada mesmo, né?
      Desculpe a demora em responder.
      Entre hoje e amanhã o post sobre a liminar estará no ar.
      Super beijo
      Faby

      Excluir
  2. Ola Fabi!

    Vc é minha inspiração me identifico mto com o seu caso e qdo soube da sua gravidez fiquei tão feliz!Engraçado que mesmo não te conhecendo pessoalmente e como se conhecesse rs...estranho ne!?
    Eu acho que não devemos contar antes dos 3 meses pois o sofrimento para contar o pior é terrível,mas tb é tão difícil não contar rs...mas temos que nos segurar!
    Tive uma ectopica em 2011 e na cirurgia descobri a endometriose.
    Fiz minha primeira FIV em março 2014 e deu negativo, ai descobri que tenho tb trombofilia e mutação heterozigota fator V Leiden quando descobri, meu mundo caiu!Comecei a tomar AAS como prevenção e preparo para uma nova FIV em outubro e para minha surpresa engravidei naturalmente!Fiquei radiante,já que meus exames acusavam que a trompa sobrevivente não estava comprometida!
    Mas minha alegria durou pouco,mesmo com as injeções de Clexane tive sangramento e abortei.FIquei acabada e foi quando vc contou o seu positivo e vc foi a grande responsável por me dar forças de seguir em frente.
    Ficou gigante o comentário,mas só queria te agradecer por tudo que vc faz por nós!
    2015 será o meu ano!
    Bjsss e Feiz Natal para sua grande família!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona!!!!
      Ahhhhh, muito muito obrigada pelo carinho viu!
      São pessoas como vc que fazem os meus dias ainda mais felizes!
      Fico muito contente em ser inspiração para algumas pessoas.
      Não desista querida, lute com todas as suas forças.
      Eu sei que a batalha é sofrida, que é dificil, mas pode acreditar que tudo vai valer a pena.
      Que bom que vc conseguiu engravidar naturalmente, vc vai conseguir de novo.
      A trombofilia é complicada mesmo, mas quando somos bem assistidas e conseguimos tomar a medicação desde o início, tudo dá certo.
      Muito muito obrigada pelo carinho viu!
      E tenho certeza que logo vc vai me dar a melhor notícia! Que está gravidinha!
      Estou na torcida.
      Super beijo
      Faby

      Excluir
  3. Olá Faby! Segui vc desde q eu resolvi tentar engravidar! Eu engravidei em junho, o marido ficou tão feliz q resolveu contar pros 4 cantos... Família inteira sabendo... Então descobri uma gravidez anembrionária! A tristeza de fazer uma curetagem e contar isso pra todo mundo foi imensa... Agora 4 meses depois da curetagem engravidei novamente! Nao contei pra família... Contei pra 2 amigas e só... E vamos esperar até o primeiro ultrassom pelo menos pra contar pros nossos pais... Não quero passar por Td de novo... Mas creio q dessa vez será diferente!!! Estou muito feliz!!! Ah... Contei no meu ig... Não consegui conter a felicidade pras minhas seguidoras e amigas do coração!!! Beijoooos.... @primeiramamae

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona!!!!
      Eu sou sua seguidora ativa! hahahaha....
      Muito bom saber que vc está gravidinha!
      Torço muito por cada tentante!
      Passar pelo aborto é uma das coisas mais doloridas que uma mulher pode passar.
      E Deus sempre nos abençoa!
      Só precisamos aguardar o tempo Dele! E essa tarefa é bem difícil.
      Já deu tudo certo! Seu Ultrassom está chegando e vc ouvirá o melhor som do mundo! As batidas do coraçãozinho do seu bebê!
      Parabéns mamãe!!!!!
      Super beijo
      Faby

      Excluir
  4. Oi , Faby. Comecei a seguir seu ig quando começamos a tentar engravidar em set/2014. Um ano depois, estou eu grávida e vc tb! 21 semanas! Descobri que estava grávida com 8 semanas, e tive que contar no trabalho Pq tem exposição ocupacional que pode causar mal ao bebê se me expusesse durante a gravidez. Mas contei Pq precisava meesmo. Mesmo assim, contei no trabalho por necessidade, para família e amigos próximos; e nada nada em redes sociais.
    Também acho que deve esperar, Pq acontece mais aborto do que imaginamos... Infelizmente. E dps ter Q lhe dar com pessoas perguntando da gravidez sem ter mais gravidez, deve fazer vc reviver o sofrimento de novo.
    Boa espera para nós!! E mt saúde pros nossos presentes de Deus! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhhhh que linda!!!!
      Estamos praticamente do mesmo tempo!
      É muita felicidade, né?
      Concordo com vc! Dessa vez decidi ficar bem queitinha e nem no trabalho eu contei, mas porque trabalho o dia inteiro sentadinha, não corria riscos.
      Seu bebê é menino ou menina?
      E que venham nossos bebês com muita saúde!
      Super beijo Mamãe!
      Faby

      Excluir
  5. Oi Faby, comecei a te seguir esse ano...Tive 2 perdas, uma ectópica e um aborto natural. Nos 2 casos havia contado também. Hoje estou de 29 semanas de uma menina! Contei depois dos 3 meses, só tive que contar no trabalho pois tive um descolamento no início da gestação. Te acompanho diariamente e torço muito por você! Me emocionei muito com seu positivo! Hoje, eu consigo entender que a hora de Deus é a hora certa! Mta saúde para vcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns mamãe!!!!!!
      Amoooo os testemunhos das gravidinhas! hahaha
      É muita felicidade não é mesmo?
      Logo logo sua princesa está aí!
      Verdade mesmo, o difícil é esperar o tempo de Deus, mas quando esse tempo chega, muda nossa vida!
      Que venham nossos bebês!
      Super beijo!!!!!

      Excluir
  6. Oi, estou com 7 semanas e tive que contar para meu chefe e RH da empresa. Tive descolamento. Contei para mimhas irmãs e uma amiga. No Natal vou contar para meus pais e sogra e pedir sigilo. Não queria abrir para ninguém, mas não tive escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona!
      É, realmente existem casos que não tem como não contar, não é mesmo?
      Já deu tudo certo!
      Ai que emoção contar no dia do Natal!
      Depois me conte como foi!
      Super beijo
      Faby

      Excluir
  7. Oi, eu perdi o meu bebê no ano passado com 7 semanas. Já estava decidida a esperar para contar aos familiares e no trabalho, e acredito que foi a melhor escolha porque foi mais fácil superar sem ter que ficar dando explicações para todo mundo. Na época o médico me deu 15 dias de licença médica e optei por dizer que estava com uma crise alérgica e sinusite, achei melhor do que ficar revivendo cada vez que fosse contar para alguém. Há uma semana descobri que estou grávida e pretendo aguardar um pouco mais para contar, mas creio em Deus que meu filho virá com saúde e paz. Muito obrigada por compartilhar. bjus.

    ResponderExcluir