.

.

Minha experiência com a vacinação de dois meses

Oi gente!
Tudo bem?

Hoje vou contar para vocês como foi a minha experiência com a vacinação de dois meses.
Meus geminhos completaram dois meses no dia 22/03 e fomos vacina-los no dia 24/03.

Confesso que eu fiquei muito tensa, sofri de pensar na dor que sentiriam com as picadinhas, sofri em saber que poderiam ter reações, sofri por antecedência, confesso!
Mas sou mamãe de primeira viagem e duplamente!  As alegrias são duplicadas, mas a preocupação também é!

Vou contar como decidi onde vacinar, na rede pública ou privada.

A indicação inicial era vacina-los no hospital onde nasceram (Albert Einstein), essa foi a orientação do pediatra.
Conversando com uma amiga minha vi a possibilidade de vacinar na rede pública, a bebê dela não teve nenhuma reação.
O valor das vacinas na rede particular é um absurdo e no meu caso também é tudo em dobro, decidi que daria na rede pública.
Mesmo com essa decisão, eu continuava muito insegura, com muito medo.  Postei sobre esse meu medo no Instagram e pedi para as mamães postarem suas experiências.
Meu marido leu todos os comentários e me deixou em dúvida novamente.  Muitas mamães relataram que os bebês tiveram muitas reações, que sofreram bastante.

A dúvida voltou a pairar na minha cabeça e uma insegurança enorme.
Nesse momento decidimos conversar novamente com o pediatra e entender o que existia de diferente entre a vacinação na rede pública e na rede privada, além de pesquisar muito sobre o assunto.

Vou tentar explicar para vocês o que eu aprendi!  Lembrando que conto aqui a minha experiência, consultem sempre o pediatra que vocês confiam.

Vacina Rotavirus:
Rede pública - a vacina é monovalente, ou seja, protege apenas contra o rotavirus.
Rede Particular - a vacina é pentavalente, protege contra cinco sorologias de rotavirus.
Em ambos a aplicação é em gotinhas na boca do bebê.

Vacina Pneumocócica Conjugada
Rede pública - a vacina protege contra 10 subtipos de pneumococos.
Rede particular - a vacina protege contra 13 subtipos de pneumococos.
Em ambos a aplicação é uma picada no músculo da coxa

Vacina polio
Rede pública - é dada uma picada única com essa proteção
Rede particular - a vacina é aplicada junto com a pentavalente, formando a hexavalente, economizando assim uma picada na criança.

Vacina Pentavalente
Rede pública - é feita a partir de células inteiras da bactéria, o que causa mais reações.
Rede privada - inclui a vacina da polio, eliminando assim uma picada e é acelular, ou seja, feita a partir da proteína, tornando a mais "purificada", por isso causa menos reações.
Em ambos a aplicação é uma picada no músculo lateral da coxa.

Valores:
Rede pública - Gratuito
Rede privada - R$ 1.200,00 por bebê.

Essas são as informações que me fizeram, enfim, decidir onde dar a vacina nos meus gêmeos.

Decidimos pela rede particular por ter mais proteções e por ter menos reações. 
O local que escolhi utiliza uma técnica que faz com que o bebê sinta menos dor.  As duas injeções são dadas simultaneamente por duas enfermeiras, ou seja, o bebê sente a dor apenas uma vez. 
Algumas mamães de gêmeos decidem levar um bebê por vez para vacinar, assim evitaria que os dois bebês tivessem reações ao mesmo tempo.
Eu levei os dois no mesmo dia, por uma questão de logística, por não ter com quem deixar um dos bebês.
Escolhi um domingo para leva-los, achei que o hospital estaria mais vazio, mas não estava, e porque o papai poderia me ajudar a cuidar deles caso tivessem reações.

Fomos cedo e eu estava muito tensa, nervosa mesmo.  Suava frio  enquanto aguardava na sala de espera.
O papai, a mamãe e a vovó vacinaram primeiro contra a gripe e em seguida foi a vez do meu Gabriel.  Primeiro foi a gotinha, que ele "mamou" tudo! A enfermeira me disse que é docinho e eles adoram!  Chegou a hora das picadas e ela pediu para eu segurar os bracinhos dele.  No estilo "um, dois três e já" elas aplicaram as duas picadas de uma só vez.  Meu bebê chorou por 30 segundos, peguei ele no colo e ele já parou de chorar.   Só de lembrar meus olhos já enchem de lágrimas!  Sim!  A mamãe chorou muito!
Passei o Gabriel para o colo do papai e peguei a Mariana.
Ela também adorou as gotinhas e na hora das picadas ela ficou muito nervosa, chorou bem forte e quase engasgou.  Peguei ela no colo e desabei a chorar mais ainda!  Minha princesa ficou toda vermelhinha de chorar, mas em dois minutos já estava bem quietinha no colo da mamãe.

Ufa!   Enfim tinha acabado!
Na saída a enfermeira me explicou sobre as reações que eles poderiam ter (febre, dor nas perninhas, diarréia), as mesmas reações da rede pública!  kkkk.

Era hora de ir para casa e aguardar.
Assim que vacinaram, amamentei os dois ainda no hospital e já foram para casa dormindo.
Dormiram por aproximadamente uma hora e acordaram chorando muito.  Só queriam ficar no colo e assim foi, ficamos com eles a tarde inteira no colo.
Em casa segui a rotina normal.  Gabriel conseguiu dormir as 19:30h, horário que dormem todos os dias, já Mariana só conseguiu dormir as 21:30.
Dormiram super bem e acordaram super quietinhos e tranquilos.

Ou seja, nada de reação!
Nem nas picadinhas tivemos reações, não ficou nem inchado.

Enfim posso relaxar e virar a página.
Valeu a experiência e saber que meus filhos estão imunizados contra tantas doenças não tem preço.

E o meu recado para as mamães:
Não sofram por antecedência.
Eu sofri muito, perdi o sono e criei um monstro na minha cabeça.   Não foi nada disso!

E mais uma vez eu saliento que aqui eu apenas relato a minha experiência, consulte sempre o seu pediatra!

Beijos
Faby
@faby_mamaedegemeos no Instagram
Share on Google Plus

Sobre Fabiana Cayres

Fabiana, 34 anos, especialista em Tecnologia da Informação. Portadora de endometriose e após quatro tentativas de Fertilização in vitro, tornou-se a mamãe dos gêmeos Mariana e Gabriel. Neste cantinho vou compartilhar com vocês a rotina maluca de uma mamãe de gêmeos que não tem ajuda para cuidar dos pequenos. Sou mamãe de primeira viagem e de gêmeos!

1 comentários :

  1. Também sofri muito para decidir como dar a vacina dos dois meses nos meus gêmeos. A pediatra recomendou dar a vacina na rede particular, porque eles nasceram prematuros (33 semanas e 3 dias). Quando decidi que ia dar na rede particular, descubro que a vacina hexavalente estava em falta no país todo! Uma crise de desabastecimento. Procurei até em cidades vizinhas e nada. A essa altura eu estava enlouquecida achando que a vacina do posto iria fazer muito mal para os meus bebês e queria a todo custo dar na rede particular, como a pediatra recomendou várias vezes e fortemente. Por sorte uma clinica aqui da cidade conseguiu três doses e consegui as vacinas dos gêmeos, contanto que eu também desse a do rotavirus e a pneumo 13 na clinica. Eles tiveram um pouco de febre baixa a noite e só! Imagino que se fosse a vacina do posto as reações seriam muito piores. Todo meu medo foi pelo fato de eles serem prematuros e não ter o peso de um bebe de dois meses. Mas já passou! Mais uma etapa vencida! Beijo!

    ResponderExcluir