.

.

Introdução Alimentar - 10 meses

Oi gente!

Gosto sempre de compartilhar sobre a introdução alimentar dos geminhos, porque como tive muita dificuldade, posso ajudar outras mamães a persistirem.

Já contei várias vezes que a Introdução alimentar dos geminhos foi muito, muito difícil por aqui.

Achei que eu jamais conseguiria e que meus filhos seriam crianças com dificuldades de comer, daquelas que se alimentam super mal.

Foram 3 meses de tentativas frustradas.
Desde que começamos, com seis meses, até os nove meses, praticamente todas as minhas tentativas foram em vão.

Todos os dias a "novela" era a mesma.
Eu fazia a comidinha deles, colocava os dois sentadinhos nos cadeirões, tentava, tentava e tentava.
Eles cantavam, brincavam, davam risadas mas comer que é bom, nada!
Todas as colheradas iam parar no chão, no babador ou na boca da cachorra.
A Mariana cerrava a boquinha em todas as tentativas.  E as poucas colheradas que entrava na boca, ela cuspia.
Com o Gabriel não era diferente e ele ficava super nervoso quando eu insistia.

Conclusão, bebês estressados e mamãe a ponto de enlouquecer.

Como foi difícil.

E a cada dia a rotina se repetia.
Não deixei de tentar nenhum dia sequer.
E não deixei de fazer a comidinha deles.

Tentei mudar os sabores, tentei dar os alimentos separados, tentei temperar mais, NADA funcionava.

Confesso que eu me frustrava demais, demais mesmo e me dava vontade de chorar de ver aquela cena.
Me sentia uma mamãe fracassada.
Poxa! Meus bebês já tiveram tanta dificuldade na hora da amamentação e agora temos dificuldade na introdução alimentar também?   Eu ficava sim chateada.

Contei isso para o pediatra dos bebês e ele me disse:  "Faça um nhoque de mandioquinha, com molho de tomate natural e carne moida e sirva"
Confesso que achei loucura, mas fiz e dei.

Foi um sucesso!
Mariana comeu bem e Gabriel melhor ainda.
Mas ainda não era a alimentação dos sonhos da mamãe.

Desde então passei a servir as comidinhas em pedacinhos para eles.
Faço carne moida, arroz, lentilha, tudo em pedacinhos e eles começaram a comer melhor.

Na minha cabeça, oferecer papinha, só amassadinha era bem melhor para eles, mas não foi o que funcionou aqui.

Quando comecei a dar em pedacinhos, eles já estavam com nove meses, Gabriel já tinha 8 dentes e Mariana só dois.  E mesmo assim, funcionou!   Meus bebês preferem comidinhas em pedacinhos.

De vez em quando eu ainda sirvo papinhas, amassadinhas e agora eles aceitam bem.

Hoje eles estão com 10 meses, o Gabriel come do jeito que eu sempre sonhei, chega a comer dois pratinhos cheios e a frutinha de sobremesa.  Já Mariana ainda não chegou nessa fase, ela come bem menos que o Gabriel, a única coisa que ela come sem parar, enquanto eu ofereço é banana.  Ela ama.  Mas sei que logo ela estará comendo que nem o Biel.

Aprendi que é tudo no tempo deles.
Eu fazia a minha parte, que era oferecer, mas eles só comeram quando se sentiram confortáveis com a comida que eu oferecia.

Depois vou fazer um post explicando direitinho sobre a rotina alimentar deles, com quantidades e horários.

Hoje o meu recado é esse.  
Mamães, vamos fazer a nossa parte.  Sem stress e sem cobranças.   
A introdução alimentar é muito difícil para algumas mamães, mas passa!  Certeza que passa!

Vejam a minha princesa tomando café da manhã com a mamãe e o papai.
Ela prefere comer sozinha, eu coloco os pedacinhos na bandeja e ela pega.
Já o Gabriel gosta que eu coloque na boca dele.
São gêmeos, mas são indivíduos únicos, com vontades diferentes.

video




Beijos
Faby
@faby_mamaedegemeos
Share on Google Plus

Sobre Fabiana Cayres

Fabiana, 34 anos, especialista em Tecnologia da Informação. Portadora de endometriose e após quatro tentativas de Fertilização in vitro, tornou-se a mamãe dos gêmeos Mariana e Gabriel. Neste cantinho vou compartilhar com vocês a rotina maluca de uma mamãe de gêmeos que não tem ajuda para cuidar dos pequenos. Sou mamãe de primeira viagem e de gêmeos!

1 comentários :

  1. Nossa...como foi bom ver um depoimento assim.
    Estou a ponto de enlouquecer com a minha bebe.
    Ela irá completar 7 meses e nada de comer. Chora, serra a boca
    Total desespero

    ResponderExcluir